Do luto à luta!

Publicado em:

José Carlos Pires Coutinho, Seu Coutinho, Juca, Presidente, Deputado, Pai, Tio, Grande Chefe, Vô.

Poderia incluir nessa conta palavras como visionário, empreendedor, líder, ser humano, apóstolo, benfeitor, louco. Uma pessoa que marcou todos nós e mudou o mundo a sua maneira.

Eram muitas formas que ele era conhecido. Eu particularmente tive a honra e a oportunidade de chamar ele de Pai nos últimos 43 anos.

É uma dor muito grande para todos nós não poder compartilhar da presença desse homem tão iluminado. A luz dele brilhava muito forte e acendia nossos corações.

A minha dor eu acho que não vai passar nunca, só de pensar nele, meus olhos enchem de lágrimas.

Em nome da minha Mãe e meus irmãos queremos agradecer a todas as orações, a todas as mensagens de carinho e principalmente pelo amor que todos vocês compartilhavam conosco pelo nosso Presidente.

Meu Pai sempre considerou a Carta Fabril sua família, sempre tratou todos com muito carinho e humildade, de igual para igual. Rezava dezenas de vezes por dia por todos nós, pelas nossas famílias e pela empresa.

Sempre fazia questão de dizer em todas as nossas reuniões e encontros o número de funcionários que a empresa tinha e quanto tinha crescido no último ano. Ele tinha muito orgulho disso. Para ele o trabalho sempre foi a forma máxima de garantir a dignidade humana.

Nunca idolatrou o dinheiro, viveu da mesma forma, com a mesma rotina e simplicidade desde sempre. O dinheiro para ele só tinha uma finalidade, ser reinvestido dentro da Carta Fabril.

Amava a empresa ao ponto de visitar a fábrica de Tribobó todo sábado e domingo. Andava pela produção cumprimentando todos e distribuindo sorrisos.

Enfim, foi um ser muito iluminado e especial. Talvez, por conta disso, Deus tenha resolvido chamar ele tão cedo.

Eu quero dizer a todos vocês que meu Pai está vivo, dentro de cada um de nós, como uma semente que ele plantou e adubou esses anos todos. Todos nós fomos marcados e modificados pelo contato com ele, direta ou indiretamente, conhecendo ele ou não. Essa semente vem crescendo ao longo dos últimos 27 anos e se transformou na árvore mais frondosa que se chama Carta Fabril.

Vir para a empresa trabalhar hoje me confortou muito, eu senti a presença dele. Eu vi ele nos sorrisos, vi ele no empenho do nosso time numa reunião que participei. Vi ele na chama que faz nosso coração arder toda vez que precisamos superar algum obstáculo ou resolver algum problema. Vejo ele no inconformismo permanente de um grupo de pessoas unidas que não aceita o fracasso ou a derrota.

Não me refiro a coisas simples, mas aos desafios que a Carta Fabril sempre se propôs a si própria, como triplicar de tamanho nos últimos 04 anos.

Temos uma missão a cumprir, temos um orçamento a realizar, temos um legado a manter.

Não vamos esmorecer em nossos objetivos. A Carta Fabril olha para cima e mira sempre no topo.

Lutamos muito, suamos muito para chegar até aqui. Para construir a MP-06, para construir Piraí, para fazer o maior projeto no segmento de fraldas do Brasil.

Temos ainda muitos sonhos, muitas ideias, muitos projetos pela frente. Vamos levar a Carta Fabril ao mundo todo. Nossa raiz é muito forte.

Nós lembramos de onde saímos, e por isso temos a certeza de onde vamos chegar.

Precisamos mais do nunca nos unir ainda mais na realização do nosso orçamento.

Ele é o plano da Carta Fabril. Vamos pra cima!!

Peço a todos vocês que continuem orando pelo meu Pai e tenho certeza que vamos dar muitas alegrias a ele, que agora nos assiste lá de cima.

Somos todos responsáveis pela Carta Fabril,

 

Victor Leonardo F. de A Coutinho

Presidente da Carta Fabril.

Compartilhe no facebook Compartilhe no twitter
Voltar para notícias