Diana Contra a Pobreza Menstrual

Publicado em:

No Brasil, uma em cada cinco meninas deixa de frequentar a escola por causa da falta de absorvente higiênico. Em 2014, a ONU reconheceu que o acesso feminino à higiene menstrual é uma questão de saúde pública e de direitos humanos. Após a pandemia, o número de mulheres sem acesso ao item ficou ainda mais expressivo e, pensando nisso, a marca de absorventes Diana intensificou as doações no mês de março, além de promover em suas redes sociais conteúdos informativos sobre o assunto.

Mais de 15 mil mulheres já foram impactadas pelo projeto Diana Contra a Pobreza Menstrual desde a sua criação, em 2020. As ações, realizadas por meio de ONGs parceiras, também contemplam mulheres trans, que não menstruam, mas têm o direito ao acolhimento e educação sexual acessível. O projeto já doou mais de 70 mil unidades de absorventes por meio de doações mensais realizadas para as ONGs Woman for Woman, Absorvendo Amor, Menstruando sem Tabus, Coletivo Virginia Woolf e o INCA Voluntário.

Siga as rede sociais de Diana e acompanhe as ações:
Facebook: https://www.facebook.com/dianaabsorventes
Instagram: https://www.instagram.com/dianaabsorventes

 

Compartilhe no facebook Compartilhe no twitter
Voltar para notícias